Mapeamento de processos logísticos: entenda sua importância

Mapeamento e Processos Logísticos

Mapeamento de processos logísticos: entenda sua importância

A maioria dos problemas que envolvem a produtividade, e com isso, diminuem a eficiência dos processos de operações estão relacionados a pontos específicos que dificultam a execução de tarefas.

Com isso, o ideal é sempre buscar soluções que ajudem a eliminar ou minimizar os erros dos processos de logística, como o mapeamento, por exemplo.

Hoje vamos falar um pouco mais sobre a importância do mapeamento de processos logísticos para a sua empresa, o que significa esse conceito e quais etapas envolvem esse mapeamento, visando sempre uma melhora nas atividades. Confira a seguir:

Mapeamento de processos logísticos: o que significa?

O mapeamento de processos logísticos é uma ferramenta que ajuda a gerenciar os processos internos, visando melhorar as formas de trabalho através da identificação de erros e falhas.

O objetivo é levantar todas as informações detalhadas das atividades de logística que são realizadas na empresa, organizando e documentando as fases para que qualquer mudança possa ser feita de maneira estruturada.

Por que o mapeamento de processos logísticos é importante?

Com o mercado cada vez mais competitivo, as empresas de logística precisam encontrar maneiras de diminuir e eliminar os erros para que suas operações sejam cada vez mais assertivas, ganhando eficiência nos serviços oferecidos.

Através dessas mudanças, é possível oferecer serviços de excelência, se destacando no mercado.

O mapeamento de processos logísticos faz com que a empresa consiga ter uma visão mais detalhada sobre todas as etapas que possuem falhas, e com isso, aprimorar esses pontos fracos para aumentar a performance.

Quando a identificação das falhas não faz parte da rotina da empresa, é possível que haja cada vez mais riscos e erros, que levam a perda de lucros e aumento dos custos, por exemplo.

Quais etapas envolvem o mapeamento de processos logísticos?

Existem algumas etapas que envolvem o mapeamento de processos logísticos, e vamos falar sobre elas a seguir. Confira:

Identificação das entradas e saídas

As entradas são todos os recursos como materiais, informações, matéria prima ou pedidos dos clientes para iniciar o processo. As saídas são os produtos já finalizados, para atender diretamente o cliente.

Identificação dos clientes e fornecedores

Os fornecedores são os responsáveis por oferecer recursos para que a empresa possa realizar suas atividades. Os clientes são aqueles que vão receber os produtos como resultado final dos processos.

Fazer o mapa do fluxo das atividades

Com todos os levantamentos em mãos, é necessário fazer o mapa do fluxo de todas as atividades de entradas, saídas, fornecedores, clientes e as descrições das atividades e tarefas realizadas de forma sequencial.

Identificar quais melhorias precisam ser feitas

Para fazer o mapeamento de processos logísticos é importante identificar quais são as falhas e melhorias que precisam ser aplicadas na empresa, impactando positivamente os resultados e solucionando problemas.

A partir disso, é possível fazer um planejamento com um cronograma para que todas as modificações e mudanças possam ser estruturadas de acordo com as ações a serem tomadas, alterando os problemas e apresentando as soluções.

Se você deseja melhorar os serviços de gestão logística de forma moderna e automatizada para a sua empresa, conte com a Aware como seu parceiro logístico tecnológico eficiente, sendo uma referência de solução logística descomplicada. Clique aqui.

marca-aware

“Somos o que repetidamente fazemos.
Portanto, a excelência não é um feito, é um hábito.”
– Aristóteles

Oi, caro leitor! ((: Este post foi interessante para você? Então, siga nossas redes sociais e acompanhe mais conteúdos! Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Share on facebook
Facebook
Share on xing
Instagram
Share on linkedin
LinkedIn